Cabelos crespos: um espetáculo dos fios

Compartilhar
Cabelos crespos: um espetáculo dos fios

Os cabelos crespos são um verdadeiro espetáculo - daqueles majestosos e que deixam todos de queixo caído, sabe?

Não sabemos se é o balanço, a textura ou o volume, mas a verdade é que eles são de brilhar os olhos. Porém, por falta de conhecimento sobre a curvatura, muitas pessoas acabam não dando a esse cabelo o cuidado necessário.

Por isso, trouxemos tudo o que você precisa saber sobre esses fios para que você entenda qual o tipo do seu cabelo e os cuidados que deve ter com ele. Olha só.

Cada um do seu jeitinho

Todos lindos, mas cada um com o seu jeitinho de ser!

Nós não gostamos de dividir os fios em “tipos”, pois acreditamos que só existe um: o que faz com que você se sinta bem consigo mesma(o). Mas essa divisão é necessária para exemplificarmos a diferença entre eles. 

Sabemos que existe um grande variedade de cabelos por esse mundão afora, e o mais legal de tudo é que você, não necessariamente, possui um único formato de fio, pois eles podem se misturar.

E por falar nisso, que tal entender as características de cada um dos tipos de cabelos crespos e identificar o seu?

Tipos de cabelos crespos

Antes de qualquer coisa, é necessário entender que os tipos de fios são divididos entre os números 1 e 4, sendo o tipo 1 os lisos, 2 ondulados, 3 cacheados e 4 crespos. Dentro da família dos crespos, temos subdivisões em letras, sendo elas 4A, 4B e 4C.

  • Cabelos crespos 4A: esses fios possuem cachos abertos e definidos, muito parecidos com os cabelos cacheados 3C. O cabelo 4A ganha volume com facilidade, mas por ter cutículas muito finas, acaba tendo suas pontas mais ressecadas. Quanto ao seu formato, quando o cacho é esticado, ele lembra a letra S e seu diâmetro geralmente é comparado com o de uma agulha de crochê.
  • Cabelos crespos 4B: com cachos menores, estreitos e apertados, esses cabelos possuem seus fios em formato de ziguezague. Tendem a ser mais ressecados e propensos à quebra. Para identificá-los é muito simples: eles se assemelham ao formato da letra “z”. 
  • Cabelos crespos 4C: suas molinhas em espiral são quase imperceptíveis, apresentando um formato de “z” praticamente em sua totalidade, com pouca ou nenhuma definição. Suas cutículas são ainda mais finas, com pouquíssima proteção natural. Desse modo, são ainda mais ressecados e frágeis do que o fio 4B.  

Cabelos crespos e seus desafios

Só quem tem o cabelo crespo sabe as alegrias e os desafios de ter esses fios, não é mesmo?

Entre os principais problemas dos cabelos crespos estão o ressecamento e sua fragilidade. Afinal, essas duas características fazem com que as crespas tenham dificuldade para deixar os fios crescerem, além de perderem muito cabelo, seja pela quebra ou até mesmo pela queda.

Esse ressecamento ocorre devido à curvatura dos fios, pois a oleosidade produzida no couro cabeludo não consegue chegar até seu comprimento e pontas. Isso faz com que o cabelo fique sem sua proteção natural, ficando mais suscetível à perda de água e nutrientes pela exposição a fatores externos - como sol, poluição, químicas e modeladores térmicos - e se torne mais ressecado.

O frizz também é um desafio natural dos cabelos crespos. Mas calma, não precisa tratar ele como um inimigo! Ele é responsável por ajudar na forma e volume desses fios.

Além disso, outro desafio desse cabelo é sua dificuldade de finalização. Como muitos crespos não tem muito formato ou definição, é comum que as pessoas não saibam quais produtos usar ou como finalizá-los da forma correta.

Ah… E não podemos nos esquecer do fator de encolhimento, né? Ele é um dos maiores desafios para os cabelos crespos. Afinal, quando as mechas estão esticadas, elas ficam bem maiores do que quando estão naturais. Isso porque o fator de encolhimento é uma característica do formato dos fios crespos, que faz com que eles aparentem ser menores do que realmente são. Também dão a impressão de que demoram mais para crescer.

Como cuidar do cabelo crespo

Mulher de cabelo crespo sorrindoDeu para perceber que o cabelo crespo é o mais sensível de todos os tipos existentes, né? Por isso, o cuidado com ele deve ser redobrado. Dá só uma olhadinha.

Evite o uso de muita água quente

Temperaturas muito elevadas durante a lavagem dos fios crespos - que já são sensíveis - podem retirar a oleosidade natural dos fios, além de danificar sua fibra.

Aposente a toalha no cabelo agora!

O tecido das toalhas comuns resulta em um maior nível de frizz nos cabelos, especialmente nos crespos. Por isso, o ideal é trocar as toalhas tradicionais por tecidos de algodão (até mesmo uma camiseta velha) para que esses fiozinhos não se tornem um problema tão recorrente.

Desembarace da maneira certa

Primeiramente: NUNCA faça isso com o cabelo seco!

Sempre opte por desembaraçar seus cabelos crespos durante o banho, logo após aplicar o condicionador. Ao fazer isso, você evita a quebra dos fios e garante uma aparência incrível.

Ah… E não se esqueça que o ideal é sempre começar de baixo para cima e fazer mecha a mecha, ok?

Se quiser saber mais sobre as escovas ideais para desembaraçar os cabelos crespos - como a escova polvo -, temos um conteúdo que pode te ajudar. Afinal, apesar de ser sobre escovas para cabelo cacheado, elas também servem para os crespos já que os fios possuem curvaturas similares.

Shampoo somente na raiz dos fios, hein

O shampoo, assim como a água quente, retira o óleo dos fios, deixando-os ressecados. Como os cabelos crespos já sofrem com o ressecamento, o ideal é aplicar shampoo apenas na raiz para limpar o couro cabeludo.

Você pode, também, proteger os fios com um pré-shampoo durante a lavagem, pois ele diminui o efeito adstringente do shampoo e, assim, evita o ressecamento do cabelo.

Outra dica bem bacana é adotar a técnica low poo - queridinhas entre as crespas - com um shampoo livre de sulfato e parabenos e com ingredientes naturais capazes de limpar profundamente sem danificar os fios.

Já ouviu falar em “co-wash”?

Co wash” é um outro tipo de lavagem indicado para os cabelos crespos. É uma limpeza feita sem shampoo, também conhecida como condicionador de limpeza, que além de limpar, também protege os fios do ressecamento e mantém a nutrição capilar.

Hidrate com frequência

A hidratação é essencial para os cabelos crespos. Afinal, devido ao seu ressecamento, esses fios precisam ser hidratados sempre que forem lavados. Ou, caso se tornem pesados, podem ser hidratados em lavagens alternadas, ou pelo menos uma vez por semana. O importante é devolver a eles toda a hidratação perdida no dia a dia.

Mas lembre-se: é necessário usar uma máscara hidratante específica para o seu tipo de cabelo, rica em ativos nutritivos e reparadores, que seja livre de parabenos, petrolatos e silicones insolúveis. Caso tenha dúvidas na hora de escolher a sua, temos um conteúdo incrível que dá dicas de como escolher a melhor máscara de hidratação para o seu cabelo. Dá uma olhadinha!

Umectação é vida!

A umectação é o maior aliado dos cabelos crespos - até mais do que a hidratação!

Afinal, o óleo é essencial para a saúde desses fios, que já sofrem com a falta desse componente. Por isso, busque sempre fazer umectações capilares com óleos vegetais.

Você ainda pode escolher entre a umectação noturna e a quente, as mais indicadas para cabelos ressecados por serem mais intensas. Na primeira, dormimos com o óleo nos fios e só tiramos no dia seguinte, ou seja, o óleo age durante toda a noite. Enquanto na umectação quente os óleos vegetais são levados à uma fonte de calor, aquecidos e depois aplicados no cabelo, o que proporciona um resultado ainda mais intenso nos fios.

Um cronograma capilar pode te ajudar

Se os seus cabelos crespos estiverem muito danificados, você pode investir em uma agenda intensiva de cuidados, como um cronograma capilar, pois isso te ajudará ainda mais a recuperar seus fios e evitar que se danifiquem novamente.

O cronograma capilar para as crespas é um tratamento caseiro com três etapas realizadas em quatro semanas. Em cada uma, é necessário realizar a hidratação, a nutrição ou a reconstrução - processos que podem ser intensificados conforme à necessidade dos fios.

Aliás, temos um conteúdo ensinando a identificar se o seu cabelo necessita de cuidados intensivos ou não e qual a rotina mais indicada para você. Ele pode te ajudar, que tal?

Evite o uso excessivo de modeladores térmicos

Os modeladores térmicos, apesar de serem de grande ajuda nos dias de correria ou quando nosso cabelo não está tão definido como desejamos, acabam danificando muito nossos fios.

Por isso, diminuir o uso excessivo desses aparelhos pode ser uma boa dica para evitar que o calor deixe seu cabelo cada vez mais ressecado e frágil. Outra dica é usar um leave-In com protetor térmico antes de modelar seus fios, pois isso os protegerá de futuros danos caso necessite do uso constante dos modeladores em sua rotina.

Fronha de cetim, por favor

Mais um causador do frizz nos fios crespos é a fronha de algodão, pois o atrito entre o cabelo e a fronha nesse material causa os famosos fios arrepiados.

Para evitá-los, busque apostar em fronhas de cetim, que além de evitar que os cachos se desmanchem à noite, ainda auxilia para que eles não se amassem.

Caso não encontre, ou não goste da fronha de cetim, você pode optar por usar uma touca de cetim para dormir também.

Uma finalização muda tudo!

Uma boa finalização faz total diferença para os cabelos crespos, não é mesmo?

Quem tem esse tipo de cabelo está sempre à procura de maneiras para valorizá-lo. Afinal, eles podem ser usados de vários jeitos: mais definidos ou com cachos mais frisados, muito ou pouco volume… Tudo de acordo com a personalidade de quem o usa.

Porém, para conseguir o visual desejado, é importante conhecer as diferentes formas de finalizar os fios crespos, que vão desde processos mais demorados, como a fitagem, até uma arrumação mais prática no próprio banho. Sem contar que a finalização certa contribui, inclusive, para o day after.

Pensando nisso, trouxemos as melhores técnicas de finalização para você testar no seu cabelo crespo e encontrar a perfeita para você.

Fitagem

A fitagem é a mais famosa no mundo das crespas e cacheadas. Essa técnica consiste em aplicar o creme para pentear com os dedos, separando as mechas em fitas. Isso ajuda a definir os cachos e ainda proporciona maior durabilidade para quem ama os fios enrolados até mesmo no day after.

  1. Desembarace bem os fios após a lavagem;
  2. Divida o cabelo em seções para facilitar a aplicação do creme para pentear nas mechas;
  3. Aplique o creme passando os dedos pelos fios - formando as famosas fitas;
  4. Amasse cada mecha com as mãos - sempre de baixo para cima, repetindo esse processo por todo o cabelo.

Você pode optar por deixar seus fios secarem naturalmente ou usar a ajuda de um difusor. Nesse caso, não se esqueça de passar um leave-In com protetor térmico para não danificá-los.

Fitagem estruturada

Se você prefere os seus cabelos crespos com cachos ainda mais definidos por vários dias e com menos volume, essa opção é a mais indicada para você, apesar de ser mais trabalhosa que a fitagem tradicional.

  1. Massageie todas as mechas com uma pequena quantidade do óleo vegetal de sua preferência - com os cabelos lavados e divididos em quatro seções;
  2. Passe creme de pentear de textura mais leve na raiz. Na extensão dos fios, use o seu leave-In de costume - sempre enluvando bem os fios;
  3. Separe o cabelo em fitas, mas com mechas ainda menores do que na fitagem tradicional, e amasse cada uma delas de baixo para cima;
  4. Utilize um ativador de cachos, com os cabelos já secos, nas pontas para fixar ainda mais as ondas dos fios.

Caso goste da definição desse tipo de fitagem, mas não queira perder o volume do seu cabelo, o segredo é soltar a raiz com os dedos ou pente garfo. Ah… balançar bastante a cabeça para a frente e para trás também resulta em um cabelo lindo!

Blowout

Cabelos crespos super volumosos? Temos!

A técnica do blowout, apesar de oferecer pouca definição, faz com que os seus fios tenham aquele volume super especial e imponente. Antes de fazê-la, é importante aplicar um creme de pentear ou leave-In com proteção térmica para evitar futuros danos em seus fios.

  1. Lave o cabelo como de costume e o desembarace bem;
  2. Com os fios ainda úmidos, os separe em seções e aplique o creme de pentear de sua preferência em cada uma delas;
  3. Deixe os fios secarem naturalmente;
  4. Com os cabelos totalmente secos e divididos, estique cada mecha e passe o secador - desfazendo qualquer cacho que tenha se formado;
  5. Repita o processo por todo o cabelo e está pronto!

Dedoliss

Essa técnica de finalização para cabelos crespos, assim como a fitagem, consiste em dividir o cabelo em fitas para garantir a definição. Porém, essas fitas são enroladas com os dedos, que funcionam como modeladores e resultam em cachos definidos e sem frizz por mais tempo. O dedoliss é a técnica ideal para fios que não definem com facilidade.

  1. Divida o cabelo em fitas - cada uma delas resultará em um cacho;
  2. Passe creme de pentear em todo o comprimento de uma mecha;
  3. Estique a mecha enquanto passa o creme e, depois, a enrole no dedo;
  4. Espere alguns segundos com a mecha enrolada no dedo no topo da cabeça;
  5. Retire o cacho formado do dedo delicadamente;
  6. Repita o processo em todo o cabelo e deixe secar naturalmente.

Plopping

A técnica plopping é super indicada para quem deseja cachos bem definidos e com menos frizz - característica natural dos cabelos crespos. Se você ama uma boa definição, essa é para você.

  1. Após lavar os cabelos, retire o excesso de água com uma toalha e aplique o seu finalizador favorito por todo o comprimento dos fios;
  2. Estique uma camisa de algodão em sua cama e jogue todo o cabelo por cima do tecido;
  3. Enrole as laterais da camisa - como se fosse uma bala - e amarre para segurar os fios dentro dela;
  4. Espere o cabelo secar naturalmente e está pronto!

Cabelos crespos e a transição capilar

Sabemos que a maior questão da transição capilar é lidar com as duas texturas do cabelo. E, no caso dos cabelos crespos, pode ser ainda mais difícil de disfarçar a diferença entre os fios. Mas antes que você se desespere, vou te contar um segredo: existem algumas técnicas que podem te ajudar a mesclar o crescimento da sua raiz com o comprimento alisado!

No entanto, é importante lembrar que é essencial recuperar seus cabelos de todos os danos causados para que ele cresça lindo e com bastante definição. Assim, quanto mais sua curvatura aparecer, mais fácil será para disfarçar as duas texturas. Por isso, antes de qualquer coisa, organize uma rotina de cuidados - com o cronograma capilar - para repor a água e os lipídios de seus fios.

Os cuidados capilares merecem atenção desde o início da transição para tratar o chamado scab hair - aquele cabelo que começa a nascer sem a influência das químicas e que possui suas particularidades, como um visual poroso, áspero, sem brilho e difícil de definir.

Para lidar com a diferença de textura do seu cabelo, você pode optar por texturizações durante sua finalização, elas são muito importantes nesse processo de transição. As texturizações utilizam alguns acessórios, ou até o próprio cabelo, para formar novas curvaturas nos fios. Nos cabelos crespos, o indicado são cachos mais fechados, pois isso mescla ainda mais a raiz com o comprimento do cabelo de forma natural. Para isso, são indicados os bobes e bigudinhos, além dos bantu knots e as texturizações de papel alumínio e canudos.

Para as corajosas é possível cortar curtinho, corte chamado de Big Chop, que retira toda a parte do cabelo com presença de química, deixando apenas o trecho com a curvatura natural.

Alguns segredinhos: ingredientes naturais

Mulher secando os cabelos crespos com secadorNós sabemos que você já cuida muito bem dos seus crespinhos para deixá-los lindos, mas queremos te contar alguns segredinhos bem simples que talvez você ainda não saiba - mas que fazem uma grande diferença.

Os ingredientes naturais podem ser seus maiores aliados nos cuidados com o cabelo crespo. Não sabia? Isso porque eles possuem diversos nutrientes e vitaminas que, além de fortalecer os fios, ainda garantem uma boa hidratação a eles.

Natural First!

Como dissemos, a umectação é muito importante para os cabelos crespos. Afinal, esses óleos vegetais tem um poder gigantesco para trazer de volta a saúde dos nossos fios!

Por isso, além do "queridinho" óleo de coco - que nurtre e fortalece o cabelo - e os mais "diferentões", como o óleo de abacate e de manketti - que proporcionam a reposição lipídica e facilitam a penteabilidade dos fios -, trouxemos outras 2 opções bem interessantes de ingredientes para você encontrar o mais adequado às suas necessidades. Olha só:

  • Extrato de pêssego: esse óleo é extraído através da semente da fruta e é excelente para a hidratação dos fios mais ressecados;
  • Manteiga de manga: ela tem o nosso coração, pois hidrata, nutre e ainda repara. Maravilhosa para os cabelos mais frágeis e quebradiços!

Aliás, já falamos sobre esses e outros produtos naturais incríveis para cabelos mais frágeis em outro post aqui do blog. Vale a pena conferir!

Seus fios, suas regras! 

Agora que você já sabe identificar qual ou quais fios possui, aí vai nossa dica mais valiosa: se joga!

Abuse desses cabelos crespos com cortes, penteados e o que mais gostar. E se quiser compartilhar com a gente, basta nos marcar (@justforbr) no Instagram. Será um prazer te conhecer mais de pertinho.

Ah… E se quiser viver uma experiência totalmente personalizada para seus fios crespos, que não leva somente a curvatura do cabelo em conta, mas também a sua alimentação, rotina e objetivos com seu cabelo, temos um convite para você: Faça sua fórmula JustForYou!

Shampoo sem sulfato e parabenos: entenda seus impactos

Shampoo sem sulfato e parabenos: entenda seus impactos

Cabelo liso e os cuidados necessários com os fios

Cabelo liso e os cuidados necessários com os fios

Empty content. Please select article to preview

Personalize seu Tratamento