Guia da transição capilar: tudo que você precisa saber!

Compartilhar
Guia da transição capilar: tudo que você precisa saber!

A transição capilar é um movimento que tem ganhado força nos últimos anos e significa o retorno aos cabelos naturais, com o abandono de químicas alisadoras.

Mas não é só isso. Esse movimento também mostra uma nova forma de se enxergar, aceitando e amando os fios do jeitinho que eles são e quebrando padrões estéticos impostos pela sociedade. E o resultado é maravilhoso: cada vez mais vemos as pessoas exibindo seus fios ondulados, crespos e cacheados por aí, livres, leves e soltos!

No entanto, não vamos mentir. A transição capilar é uma decisão importante e que envolve aceitação, autoestima e muita paciência, pois, este processo de retorno para o cabelo natural pode ser longo e desafiador.

Se você está pensando em parar com o alisamento, mas quer entender melhor o processo, conhecer o que vai enfrentar pela frente e como lidar com estes desafios para passar pela transição com sucesso, este conteúdo é para você. Vem com a gente que vamos te explicar tudinho!

Índice do conteúdo

O que é transição capilar
Desafios da transição capilar e como lidar com eles
Como fazer a transição capilar: dicas para começar a mudança
     Cortes para transição capilar
     Técnicas de texturização capilar
     Penteados para transição capilar
Cuidados e produtos para transição capilar
     Shampoo e condicionador
     Cronograma capilar: hidratação, nutrição e reconstrução
     Finalizadores e modeladores
Cabelos em transição capilar podem ter um tratamento personalizado?

O que é transição capilar

Como já comentamos acima, a transição capilar é o processo de abandono de químicas de alisamento e relaxamento, com o objetivo de retornar ao cabelo com a sua curvatura natural.

Ela começa no dia da última aplicação de química até o dia do corte de todas as pontas alisadas. Isso porque os alisamentos são procedimentos permanentes e que alteram a estrutura da fibra capilar, portanto, um fio alisado não retorna à sua curvatura, especialmente se você fez química por muito tempo.

Por isso, parar com as químicas, esperar o fio crescer e cortar a parte alisada é a única forma de conseguir retornar ao cabelo cacheado ou crespo natural.

Já deu para perceber que a transição capilar demanda paciência, autoestima e cuidados né?

Desafios da transição capilar e como lidar com eles

A transição capilar não acontece da noite para o dia e no meio deste processo, diversos desafios irão surgir. O primeiro deles é a aceitação da nova aparência.

Scab Hair

Quando você para de fazer química no cabelo, os fios já crescem com uma textura diferente da parte alisada. Essa fase é conhecida como scab hair e nada mais é do que aqueles primeiros centímetros de cabelo que crescem sem a ação ativa do alisante.

Além de ter uma textura diferente do resto do cabelo, o scab hair tende a surgir mais danificado, com aparência áspera, porosa e ressecada. Ele não acontece em todos os casos de transição, mas pode ocorrer. Mas calma, pois é só uma fase, os cuidados para lidar com o scab hair são similares aos cabelos em transição, que veremos mais à frente neste conteúdo.

Texturas diferentes na raiz e nas pontas

Aliás, o problema das diferentes texturas no cabelo é um dos principais desafios da transição capilar e tira o sono de quem está passando pelo processo. A raiz cresce com uma textura diferente do comprimento e pontas do cabelo, e essa diferença permanece até que toda a parte alisada seja removida.

Outro ponto de atenção é que o fio pode crescer mais sensibilizado durante todo o processo de transição capilar por conta das mudanças na textura do fio, o que pode aumentar o ressecamento, o frizz, a quebra e o aparecimento de pontas duplas. Para combater estes problemas, é preciso ajustar o hair care para a nova situação do seu cabelo.

Tudo isso pode assustar e te fazer pensar em desistir de voltar os fios para sua curvatura natural, mas não desista! Existem formas de driblar esses problemas com dicas e técnicas de texturização que te ajudarão a passar pela transição capilar de forma mais tranquila. Vamos saber mais a seguir.

Como fazer a transição capilar: dicas para começar a mudança

Mulher de cabelo crespo após a transição capilar

Bom, o primeiro passo para iniciar a transição capilar é parar de aplicar químicas alisantes. A partir do momento que você não realizar nenhuma reaplicação de alisamento, já pode dizer que está em transição.

Certo… E quanto tempo dura a transição capilar? Bom, depende. Infelizmente não existe uma resposta única, pois este processo é algo muito pessoal e que depende da velocidade de crescimento do cabelo, que é, em média, de 1 a 1,5 cm por mês.

A duração da transição capilar também depende das escolhas feitas por você durante o processo. Por exemplo, se você opta por cortar de uma única vez todas as partes alisadas do cabelo - corte chamado de Big Chop - a transição será mais curta; já se você prefere esperar o cabelo natural crescer para ir cortando as pontas lisas aos poucos, a transição será mais longa.

Seja como for, veja a seguir algumas dicas e técnicas de como passar pela transição capilar sem susto.

Cortes para transição capilar

A tesoura é uma grande aliada dos cabelos em transição capilar, pois ela é a única forma de eliminar os fios com química.

Existem duas formas de fazer o corte das partes alisadas, o Big Chop ou com cortes regulares.

Big Chop

Já demos um spoiler lá em cima, mas vamos explicar melhor: o Big Chop acontece quando se corta toda a parte alisada do cabelo de uma só vez, no início do processo de transição capilar.

Apesar de ser a forma mais rápida e prática de se passar pelo processo, ela não é obrigatória. Afinal, é preciso estar muito segura(o) de si para aderir a um novo visual duplo: cabelo curto e sem química.

Se você optou por um corte Big Chop, a dica é apostar no corte tapered haircut, que deixa a nuca e as laterais da cabeça bem “batidinhas”, concentrando o volume no topo.

Cortes regulares

Cortar o cabelo regularmente é uma boa prática para manter a saúde e beleza de qualquer cabelo, mas é ainda mais importante para fios em transição capilar.

Se você não optou pelo Big Chop, a dica é ir cortando as pontinhas, eliminando aos poucos toda a parte alisada, sem estresse ou pressa. Então marque na agenda de cortar os fios de 3 em 3 meses e mantenha a frequência do corte.

Alguns cortes são indicados para esta fase, como o short bob e o long bob. O primeiro é para cabelos na altura dos queixo e o segundo, na altura dos ombros. O tradicional é o que deixa as pontas da frente mais longas e as da nuca mais curtas, mas existem diferentes versões - com franja, repicado… Com certeza você vai encontrar um que caia bem para o seu tipo de cabelo e momento da transição.

Outra opção de corte legal para o momento de transição capilar é o heart shaped - em tradução literal “formato de coração” - muito famoso entre cacheadas e crespas. Ele tem topo arredondado, com nuca baixa e laterais em camadas, perfeito para dar leveza aos fios e valorizar o rosto.

Técnicas de texturização capilar

Uma dica de ouro para uniformizar o cabelo e disfarçar a diferença entre as texturas natural e alisada do cabelo é a texturização capilar.

Ela é um conjunto de técnicas para moldar os fios, mudando o seu formato sem o uso de químicas e assim, reduzindo o contraste na aparência entre os fios lisos e os naturais. São técnicas temporárias, que devem ser feitas durante o período de transição capilar.

Existem texturizações de vários tipos, que podem usar tanto os dedos como acessórios específicos. A escolha depende do seu tipo de cacho e do efeito que deseja nos fios. Vamos conhecer os principais.

Fitagem

A fitagem é uma técnica de finalização de cabelos cacheados bem conhecida e que também pode ajudar no período de transição capilar.

A técnica é bem simples. Você deve separar o cabelo pré-lavado e úmido em mechas, aplicar o seu creme para pentear ou leave-in preferido e passar os dedos em um movimento preciso na mecha, indo da raiz para as pontas e separando-a em fitas. Ao final do processo, cada uma destas fitas será um cacho.

Dedoliss

Trocadilho com a palavra babyliss, o “dedoliss” é uma forma de enrolar o cabelo e formar cachos usando apenas os dedos.

Uma das técnicas de texturização mais conhecidas e fáceis de fazer, é só separar os fios úmidos em mechas finas e enrolar nos dedos imitando o formato de uma mola. Ao final do processo, o cabelo fica com um cacheado lindo e bem natural.

Twist e trança

O Twist é uma variação do dedoliss. Você deve separar o cabelo em pequenas mechas, dividir cada mecha em duas partes e torcê-las, como se estivesse fazendo uma trança de duas partes. O cabelo vai ficar com cachinhos tipo espiral.

Já se você quer um efeito mais ondulado, pode dividir a mecha em três partes e fazer de fato uma trança. Deixe secar e depois desmanche-as cuidadosamente. O resultado serão ondas bem definidas.

Flexi rods ou bigudinhos

O Flexi rod - também conhecidos como bigudinho - é um acessório que o melhor amigo de quem está passando por transição capilar.

Eles foram bem famosos nos anos 2000, mas ainda são super usados atualmente. Os bigudinhos são bastões cilíndricos flexíveis, com diferentes diâmetros, o que possibilita fazer diferentes tamanhos de cachos.

Usar o flexi rod é bem fácil, basta dividir o cabelo em mechas, passar seu leave-in preferido e enrolar cada mecha no bigudinho, prendendo-a com um grampo para ficar mais firme. Aí é só deixar secar, tirar o flexi rod e curtir seus cachos definidos.

Coquinhos

Os coquinhos também são um forma de texturização de cabelo bem famosa e usada para cachear por igual todo o comprimento dos fios.

É bem fácil de fazer: desembarace o cabelo e depois passe um leave-in ou modelador de sua preferência. Separe o cabelo em mechas e as enrole formando pequenos coques. Prenda-os com grampos e deixe assim por algumas horas. Depois, solte os coques delicadamente e amasse de baixo para cima para finalizar.

Penteados para transição capilar

Além das técnicas de texturização no cabelo, os penteados são uma ótima maneira de disfarçar a diferença de texturas durante a transição capilar. Veja algumas sugestões.

Tranças

Penteados para transição capilar: box braids

Fonte da imagem: Allure

As tranças são a solução mais adotada pelas crespas que estão em transição capilar. Além de disfarçar as texturas do cabelo, elas também protegem o crescimento dos fios naturais.

As box braids são as preferidas nesta categoria. Elas são aquelas tranças finas, feitas desde a raiz, que unem no trançado o cabelo natural e fibras sintéticas que podem ser em 3 materiais diferentes: kanekalon, lã ou jumbo.

Elas são ótimas para quem quer cortar a parte alisada do cabelo logo, mas não quer ficar com ele curtinho.

Mas as box braids não são a única opção. O universo das tranças é enorme e você também pode apostar nas tranças boxeadoras, embutidas, afro…

Coques

A clássica solução do bad hair day também funciona muito bem na transição capilar.

Investir em um bom coque disfarça bem naqueles dias em que o contraste das texturas está muito grande. A dica é variar com diferentes tipos de coque, como o coque-abacaxi, o coque lateral, o coque solto…

Semi-presos

Aqueles penteados semi-presos, que prendem o topo do cabelo e deixam a parte de baixo mais soltinha são excelentes opções de penteados para transição capilar.

O mais famoso é o Half Bun, mas também é possível mesclar fios semi-presos com tranças e criar penteados lindos!

Acessórios

Os lenços e turbantes são acessórios lindos e que podem e devem ser usados em penteados. Você pode combiná-los com coques, penteados semi-presos, tranças ou até mesmo com o cabelo solto. Eles ajudam a disfarçar as diferentes texturas do cabelo em transição e ainda dão uma boa dose de charme no visual.

Grampos e presilhas também são bem-vindos, pois permitem brincar com os cabelos de acordo com a necessidade de cada dia.

Cuidados e produtos para transição capilar

Como dissemos no início deste conteúdo, o cabelo em transição capilar pode crescer mais sensibilizado, apresentando ressecamento, frizz, quebra e pontas duplas. Por isso, cabelos que estão enfrentando esta mudança necessitam de cuidados especiais.

Se antes você usava produtos para cabelos lisos ou com química, agora é necessário focar os cuidados no seu cabelo natural que volta a surgir. Por isso, é importante escolher produtos naturais, não agressivos e que tratem o fio, deixando-o mais saudável e forte.

Aqui na JustForYou, trabalhamos com diferentes ingredientes naturais que consideramos essenciais para o momento de transição capilar.

Um deles é o Prelliance, que ajuda a recuperar o couro cabeludo fragilizado pela química, restaurando a microbiota capilar e estimulando o cabelo a crescer mais forte e saudável. Também trabalhamos com ativos reparadores como o Rep’hair, o Sublim'hair e o Nutrimel, essenciais para o fortalecimento da fibra capilar danificada. Isso sem contar os óleos vegetais, que hidratam e nutrem o fio profundamente.

Shampoo e condicionador

Sempre reforçamos aqui a necessidade de usar produtos voltados para o seu tipo de cabelo.

Então, se você está passando pela transição capilar, precisa cuidar do cabelo novo que está nascendo, portanto, não foque seus tratamentos em produtos para cabelos quimicamente tratados. Use um shampoo e condicionador de acordo com o tipo natural do seu cabelo.

Além disso, é preciso analisar a qualidade dos produtos em questão. Na transição, os fios podem estar mais fragilizados e necessitam de produtos que não-agressivos. Por isso, é hora de ler rótulos e evitar shampoos adstringentes, antirresíduos e com sulfatos, pois eles fazem uma limpeza profunda que agride o fio e o couro cabeludo, deixando o cabelo ainda mais suscetível a danos. Portanto, prefira shampoos sem sulfatos, que limpam de forma profunda e saudável.

Sobre o condicionador, evite formulações com silicones, parabenos e petrolatos, químicos agressivos que além de fazer mal para o cabelo, prejudicam o meio ambiente.

Cronograma capilar: hidratação, nutrição e reconstrução

Não é segredo que o cronograma capilar é um aliado do cabelo danificado. Se você não está por dentro do assunto, o cronograma capilar é uma agenda de cuidados de 4 semanas que alterna os tratamentos de hidratação, nutrição e reconstrução de acordo com as necessidades dos fios.

A hidratação serve para repor a água perdida pelos fios; a nutrição repõe os nutrientes perdidos com uma reposição lipídica; e a reconstrução regenera a fibra capilar, repondo sua massa.

Geralmente, o cronograma capilar usa máscaras com propriedades hidratantes, nutritivas e regeneradoras. A dica é apostar em máscaras com ingredientes naturais, que sejam ricas em óleos vegetais, aminoácidos e agentes condicionantes. Também use um produto que seja específico para o seu tipo de cabelo.

Não existe um cronograma específico para transição capilar, pois a frequência e sequência dos tratamentos varia conforme as necessidades do seu cabelo. Mas o importante é manter uma rotina de cuidados para que os fios continuem crescendo fortes e saudáveis.

Para saber o calendário ideal para você, vale fazer o teste de porosidade. Temos um conteúdo sobre cronograma capilar que explica este teste e tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Finalizadores e modeladores

Leave-in personalizado para finalização de cabelos em transição capilar

Os finalizadores ajudam muito a reduzir a diferença entre as texturas do cabelo durante a transição capilar e são essenciais para uma texturização e finalização de sucesso.

Mais do que isso, bons produtos sem enxágue são capazes de dar hidratação extra, brilho e formar uma película no fio que o protege de danos causados pela exposição ao sol, poluição, calor das ferramentas térmicas, entre outros.

Leave-in, geleia capilar, modeladores, pomadas são os finalizadores mais utilizados por quem está em transição capilar. Nossa dica mais uma vez é escolher um produto para o seu tipo de cabelo, que priorize ingredientes naturais e ofereça proteção térmica e solar para os fios.

Cabelos em transição capilar podem ter um tratamento personalizado?

Sim! Se você está passando pela transição capilar, pode criar uma fórmula personalizada que te ajude a passar pelo processo com mais tranquilidade.

No nosso formulário existe um campo em que você pode nos informar que está em transição capilar. E quando você escolher o seu tipo de cabelo, vale a opção que corresponde à maior parte do seu cabelo atualmente. Assim você terá uma fórmula com os ingredientes necessários para o momento que você está passando com o seu cabelo.

E o mais legal da fórmula personalizada para cabelos em transição é que se algo mudar no caminho, você poderá ajustar a sua próxima fórmula, sempre focando no período e necessidades atuais do seu cabelo.

Por fim, sabemos que a transição capilar pode ser um momento complicado, mas é uma fase e o resultado é compensador. Nada é melhor do que usar e amar nosso cabelo do jeitinho que ele é.

E se esse é o seu desejo, estamos aqui para ajudá-la(o). Aproveite e conheça os benefícios reais de um tratamento personalizado para cabelos em transição capilar. Preencha nosso teste online e faça a sua fórmula!

Você sabe quais são os melhores cortes para cabelos lisos?

Você sabe quais são os melhores cortes para cabelos lisos?

Escova para cabelo cacheado: como escolher a ideal?

Escova para cabelo cacheado: como escolher a ideal?

Empty content. Please select article to preview

Personalize seu Tratamento