{% comment %}Default{% endcomment %}

Caspa: como identificar as causas e tratá-las?

Compartilhar
Caspa: como identificar as causas e tratá-las?

A caspa é um problema muito comum e que pode ser extremamente incômoda!

Caracterizada por pequenos flocos brancos ou levemente amarelados que se desprendem do couro cabeludo, ela pode ser seca ou oleosa e surgir por diferentes motivos. Dependendo da causa, outros sintomas podem estar associados, como coceira na cabeça, irritação e manchas vermelhas no couro cabeludo.

Além de todo esse desconforto, a caspa ainda impacta no bem-estar e autoestima de quem possui o problema, visto que muitas vezes, ela é relacionada - de forma errada - à falta de higiene capilar.

Se você sofre com a caspa, não se preocupe: vamos te ajudar a identificar o que está causando o problema e contar qual o tratamento indicado para cada situação. Vamos lá?

Possíveis causas da caspa 

Como dissemos acima, a caspa pode ser causada por vários motivos e cada um deles tem um tratamento específico. Vamos conhecer os principais a seguir.

Alergia 

Sabe quando temos alergia a algum produto para a pele - como um hidratante - e o local onde foi aplicado fica extremamente sensível? É exatamente assim que acontece com nosso couro cabeludo também! 

Quando aplicamos algum produto incompatível com nosso cabelo, ele “rejeita” esse produto através de uma reação alérgica. Essa alergia resulta em uma descamação da pele, que nada mais é do que a caspa. 

Para identificar se essa é a causa da caspa é simples: observe desde quando elas surgiram e tente se lembrar do início do uso de algum novo produto capilar. Se não se recordar, tente ir retirando os produtos - ou substituindo - um a um da sua rotina, assim você encontrará qual está causando a reação alérgica. 

Como tratar? 

Nesse caso o tratamento não tem segredo: depois de identificar o produto que está causando alergia - e consequentemente caspa - suspenda o uso imediatamente.

Agressão ao couro cabeludo 

A agressão ao couro cabeludo pode acontecer de diversas formas, a mais comum é causada devido aos sulfatos. Eles já ficaram conhecidos aqui no blog, pois na maioria das vezes são citados quando falamos sobre danos ao couro cabeludo. 

O que ocorre é que quando se utiliza um shampoo com sulfatos, esse componente retira totalmente a oleosidade do nosso couro cabeludo, e se você acredita que isso é um ponto positivo, está enganada(o).

Na verdade, a oleosidade também serve para proteger nossos fios e mantê-los saudáveis. Quando toda essa proteção é retirada, o couro cabeludo fica ressecado e fragilizado, além de mais propenso aos agentes externos - como exposição ao sol. 

A consequência você já imagina, não é? Mais uma vez a pele sofre descamação e resulta em caspa! 

Observe se seu shampoo contém sulfato, essa pode ser uma possível causa das caspas! 

Como tratar? 

Neste caso, o aconselhado é que troque seu shampoo por um shampoo sem sulfatos e sem químicos agressivos, dessa forma a agressão ao couro cabeludo e fios é evitada.

Ah, e fique tranquila(o) quanto a limpeza, se você já conhece a Espuma Natural, sabe que é possível limpar sem agredir, não é? Se não conhece ainda, vem cá saber como seus cabelos podem ficar limpos, hidratados e saudáveis - tudo ao mesmo tempo! 

Mulher lavando o cabelo com shampoo sem sulfato no combate à caspa

Resíduos 

Essa causa é muito comum e facilmente solucionada. Imagine que você passou um gel modelador no cabelo e na hora da lavagem não retirou totalmente o produto. Esse gel irá secar e formar uma espécie de “casquinha” que aparentemente é muito parecida com a caspa. 

Esse é mais um dos motivos pelos quais não se deve deixar “restinho” de shampoo no couro cabeludo e muito menos passar condicionador e não enxaguar.

Como tratar?

Caso as caspas tenham surgido após o uso de algum produto como gel, fixador, pomada de cabelo etc, fique atenta(o)! Talvez eles sejam os causadores da sua caspa. Nesse caso, basta parar de fazer uso do produto. 

Ou se estiver deixando resto de produtos no couro cabeludo, o ideal é que pare com essa prática para que a caspa não ocorra mais. 

Doenças 

Dentre as doenças que podem causar a caspa, a dermatite seborreica é a mais conhecida. Ela é uma inflamação com descamação branca ou levemente amarelada que pode causar coceira, manchas vermelhas, irritação e feridas.

Ela pode aparecer em diferentes regiões do corpo, principalmente em áreas onde a pele é mais oleosa, como sobrancelhas, nariz, atrás e dentro da orelha e no couro cabeludo. Quando acontece neste último, origina a caspa.

Como tratar?

No caso da dermatite seborréica no couro cabeludo, o tratamento deve ser realizado juntamente a um médico dermatologista que saberá tratar do caso da maneira mais eficaz possível. 

Estresse

O estresse pode gerar um desequilíbrio hormonal em todo o organismo, o que pode gerar um descontrole na oleosidade de toda a pele, inclusive, o couro cabeludo.

Esse excesso de oleosidade pode facilitar o surgimento da caspa.

Como tratar

Para tratar a caspa é preciso descobrir a origem do estresse.

Acompanhamento terapêutico, a prática de esportes e momentos de autocuidado podem ajudar a aliviar o estresse e a ansiedade e, consequentemente, acabar com a caspa.

Cabelos lindos, leves e sem caspa!

Esperamos que este conteúdo tenha te ajudado a entender mais a fundo como a caspa pode ser causada e quais as formas de tratamento.

Se você tem caspa e não consegue encontrar a origem do problema, nossa dica é procurar a orientação de um dermatologista. Fique tranquila(o) pois a caspa tem tratamento. Só não deixe de procurar ajuda, pois a caspa é um problema que impacta na saúde capilar e muitas vezes na autoestima também.

Ficou alguma dúvida sobre caspa? Vamos trocar experiências aqui nos comentários!

Cabelos com luzes: como tratar esses fios?

Cabelos com luzes: como tratar esses fios?

Cabelos grisalhos e os cuidados necessários com esses fios

Cabelos grisalhos e os cuidados necessários com esses fios

Empty content. Please select article to preview

Personalize seu Tratamento

{% comment %}Default{% endcomment %} {% comment %}Default{% endcomment %}